Payday loans uk
  1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer>

PRONOMES

PDF Imprimir E-mail

P R O N O M E S

Podemos definir pronome como a palavra que substitui ou determina um nome.

Exemplos: Eu necessito encontrar meu caderno;  Você, por acaso, não o encontrou.

Classificação dos pronomes

Os pronomes podem ser classificados em 7 tipos:

Pessoais

Possessivos

Demonstrativos

Relativos

Indefinidos

Interrogativos

Tratamento

Pessoais: substituem os nomes e representam as pessoas do discurso

1.ª pessoa: é a pessoa que fala – Eu/Nós

2.ª pessoa: é a pessoa com quem se fala – Tu/Vós

3.ª pessoa: é a pessoa de quem se fala – Ele/Ela/Eles/Elas.


Pessoais retos: são os que têm por função principal representar o sujeito ou o predicado (eu, tu, ele, nós, vós eles).

Pessoais obliquos: são os que podem exercer a função de complemento. Dividem-se em átonos e tônicos.

Átonos: me, te, se (o, a, lhe), nós, vós, se (os, as, lhes).

Tônicos: mim, comigo; ti, contigo; si, ele, consigo; nós, conosco; vós, convosco; si, eles, consigo.


Atenção para esta parte a seguir, que é muito importante.

Os pronomes obliquos o, a, os, as, quando associados a verbos terminados em r, s, z, assumem as formas lo, la, los, las. Nestes casos as consoantes caem.

Exemplos: Maria quer acompanhar sua amiga a um passeio.

Maria quer acompanhá-la a um passeio.

Notem que, no caso presente,  acompanhar perdeu o r ao ganhar a forma obliqua la.

Quando associados a verbos terminados em ditongo nasal (am, em, ão, õe) assumem as formas no, na, nos, nas.

Exemplos: Mandaram-no embora porque não correspondeu.

Enviaram-nos, através dos correios, os documentos solicitados.


Pronomes possessivos

Como o próprio nome indica, dão idéia de posse. São eles:

Masculino – meu, teu, seu, nosso, vosso, seu (e seus plurais). Ex.: Meu desejo era viajar, mas não foi possível

Feminino – minha, tua, sua, ossa, vossa, sua (e seus plurais).  Ex;: Minha terra tem palmeiras...


Pronomes demonstrativos

Esse, essa, esses, essas;

Este, esta, isto, estes, estas;

Aquele, aquela, aquilo, aqueles, aquelas.

É importante notar que em se tratando de esse ou este surge a dúvida quanto ao seu correto emprego.

Mas veja como é fácil o seu correto emprego.

Esse emprega-se quando o objeto ou a pessoa está perto de quem fala.

Ex.: Esse livro é meu (porque o livro está perto de quem fala).

Este emprega-se quando o objeto ou a pessoa está perto com quem se fala.

Ex.: Este livro, Maria, que está ao seu lado lhe pertence.

Aquele emprega-se quando se fala de alguém.

Ex.: Aqueles senhores trabalham na mesma empresa.


Pronomes indefinidos

Eis alguns pronomes indefinidos:

Alguns, bastante, cada, certo, diferentes, diversos, demais, mais, menos muito, nenhum, outro, pouco, qual, qualquer,       quanto, tanto, todo, tudo, um, vários.

Pronomes interrogativos

Levam o verbo à 3.ª pessoa  e são usados em frases interrogativas diretas ou indiretas. Alguns deles: que, quantos, quem, qual.

Pronomes de trtamento

Pronomes de tratamento

Abreviatura
Singular

Usados para:

Você

V.

Usado para um tratamento íntimo, familiar.

Senhor, Senhora

Sr., Sr.ª

Pessoas com as quais mantemos um certo distanciamento mais respeitoso

Vossa Senhoria

V. S.ª

Pessoas com um grau de prestígio maior. Usualmente, os empregamos em textos escritos, como: correspondências, ofícios, requerimentos, etc.

Vossa Excelência

V. Ex.ª

Usados para pessoas com alta autoridade, como: Presidente da República, Senadores, Deputados, Embaixadores, etc.

Vossa Eminência

V. Em.ª

Usados para Cardeais.

Vossa Alteza

V. A.

Príncipes e duques.

Vossa Santidade

V.S.

Para o Papa.

Vossa Reverendíssima

V. Rev.mª

Sacerdotes e Religiosos em geral.

Vossa Paternidade

V. P.

Superiores de Ordens Religiosas.

Vossa Magnificência

V. Mag.ª

Reitores de Universidades

Vossa Majestade

V. M.

Reis e Rainhas.

PRÓCLISE  –  ÊNCLISE  –  MESÓCLISE

PRÓCLISE é a colocação pronominal antes de verbos.

Ex.: A medida que se aguarda deverá trazer melhorias.

1) A próclise ocorre sempre que houver uma palavra ou expressão de valor negativo (não, nunca, ninguém, nada, etc.)

Ex.: Nada nos deterá...; Ninguém se ofereceu para ajudar.

2) Após advérbios que antecedem verbos.

Ex.: Aqui se respira ar puro; Nunca se amou tanto...

Esclarecimento: se houver vírgula após o advérbio, o uso da ênclise é recomendado (Aqui, respira-se ar puro).

3) Pronomes indefinidos – são aqueles que se referem a substantivos  de um modo vago, impreciso (algum, nenhum, muito, pouco, qualquer, etc.)

Ex.: Dinheiro algum trará felicidade; Tudo me demonstrava fraqueza.

4) Pronomes demonstrativos (esse, este, isso,  isto, aquele, aquela, aquilo)

Ex.: Não goste daquele filme; Aquilo me deixou peocupado.

5) Pronomes relativos – substituem um termo da oração anterior e estabelecem relação entre as duas orações

Ex.: Este é um lugar onde me sinto bem.

6) Pronome interrogativo – são os indefinidos quem, quanto (a)(s), qual, quais e que quando em frases interrogativas.

Ex.: Quem me garante? Quanto me cobrará por esse serviço?

7) A preposição em seguida de gerúndio.

Ex.: Em se tratando de dinheiro, não conte comigo.

8) Em frases exclamativas

Ex.: Quanto me doeu essa separação!

9) Em frases  optativas – aquelas que exprime desejo.

Ex.: Bons ventos o levem; Que a vida lhe traga bênçãos!


ÊNCLISE é o uso do pronome pessoal oblíquo depois do verbo, sempre ligado por hífen.

Exs.: Esperem-me que estou chegando.

Dispensem-se as formalidades iniciais.

Importante: Nunca inicie uma oração com o pronome obliquo. Somente no caso de poesias isso é permitido.

Ex.:  Me aguardem que logo chegarei (errado).

Aguardem-me que logo chegarei (correto).

Desde que não haja atrativo para a próclise ou quando o verbo estiver flexionado no futuro do presente e no futuro do pretérito o emprego do pronome será sempre enclítico.

Exs.: Comprei-lhe o que me solicitou.

Feriu-se após levar um tombo.

Corria-se o perigo de ultrapassar a velocidade permitida.


MESÓCLISE é a colocação dos pronomes átonos me, te, se, lhe, o, a, nos, vos, lhes, os, as no meio do verbo, quando o mes-       mo estiver no futuro do presente ou no futuro do pretérito. A mesóclise é empregada quando não houver palavra atrativa alguma.

Exs.: Far-lhe-ei uma proposta irrecusável.

Dir-te-ei o que sinto...

Lembrete: quando o verbo for transitivo direto terminado em r, s ou z essas terminações desaparecerão quando surgir o prono-

me o, a, os, as.

Exs.: Cantá-la-ei para você.

Dir-te-ei a verdade, somente a verdade.