Payday loans uk
  1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer>

NOVAS OPORTUNIDADES NO MERCADO DE TRABALHO all

PDF Imprimir E-mail

Izabel Sadalla Grispino *

Depois que a Universidade de São Paulo inaugurou um novo campus, a USP-Leste, ela passou a investir na expansão de seus campi no interior e a modernizar seus cursos e carreiras.

O mercado de trabalho vem apontando a necessidade de pessoal especializado em algumas áreas e a universidade responde a essa demanda, oferecendo sete novos cursos de graduação. A escola deve inteirar-se desses cursos e passar informações aos alunos e aos pais.

Essa modernização tem o propósito de atender às necessidades das empresas privadas e do poder público, que reivindicam profissionais especializados nas áreas em que o conhecimento mais evoluiu, com a revolução tecnológica e a globalização econômica.

Esses cursos seguem a tendência universal de trazer para a graduação áreas do conhecimento que estavam restritas à pós-graduação, com o objetivo de formar professores e pesquisadores. Agora, o mercado de trabalho, com a forte integração dos mercados, com o acirramento da concorrência no mercado mundial e as exigências dos padrões de produção, está pedindo cursos mais técnicos, mais especialistas nas áreas modernas do conhecimento.

As vertiginosas transformações tecnológicas levaram à aceleração dos cursos de especialização. O mercado exige agilidade, não podendo, pelas rápidas mudanças, esperar o aluno cursar 4 anos de graduação e mais 4 anos para a obtenção do título de doutor.

Todos os cursos passam pelo chamado ciclo básico, uma formação mais geral aos estudantes, principalmente em humanidades, antes de os alunos focalizarem as carreiras que escolheram. São cursos que primarão pela criatividade e pela interdisciplinaridade. Os 7 novos cursos são: química forense, física computacional, ciências físicas e biomoleculares, no campo das ciências exatas; licenciatura em enfermagem, na área biomédica; e design, controladoria e ciências atuariais, no campo empresarial. Todos os cursos terão enfoque interdisciplinar. Alguns serão oferecidos na capital, outros, nos campi de Ribeirão Preto e São Carlos.

Química forense (20 vagas) formará investigadores capazes de levar a química para decifrar o mistério. São peritos forenses, que checam evidências de um crime por meio de análises de fios de cabelo, sangue, saliva. Esse curso é oferecido pela USP de Ribeirão Preto e inédito no País.

Física computacional (40 vagas) visa usar o computador cientificamente. Pode, também, ser usada para desenvolver novos materiais resistentes a altas temperaturas. Outra aplicação é a meteorologia, com previsões feitas por computação. O curso inteiro é inédito no País, mas já era uma opção dentro do bacharelado de Física em São Carlos.

Ciências Físicas e Biomoleculares (40 vagas), com o 1.º curso dado no Instituto de Física da USP de São Carlos, tem seu foco na biotecnologia. É o estudo ou a exploração de recursos biológicos para o desenvolvimento de novas tecnologias, como o melhoramento de plantas para a agricultura, as pesquisas com células-tronco e a fabricação de vacinas e hormônios utilizando microrganismos geneticamente modificados. O formando terá campo de trabalho em empresas de pesquisas em agropecuária, como a Embrapa, biotecnologia e bioinformática.

Licenciatura em enfermagem, com seu curso noturno na unidade de Ribeirão Preto (50 vagas). Vai formar profissionais para atuarem no ensino técnico e profissionalizante da área de enfermagem. Há muitas escolas de auxiliares e técnicos, mas não há cursos para formar as pessoas que vão ensiná-los. Num hospital, auxiliares e técnicos apenas executam os cuidados prescritos pelo enfermeiro, que, diferentemente deles, tem curso superior. A nova graduação terá 5 anos.

Design, curso noturno, de 40 vagas, é o primeiro curso de Design em uma universidade pública e tem a participação de 4 unidades da USP. As aulas serão na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU), mas, disciplinas como comunicação, gestão, marketing e engenharia de materiais serão organizadas por professores da Escola de Comunicação e Artes (ECA), Faculdade de Economia e Administração (FEA) e Escola Politécnica. O aluno terá uma formação básica de design, para atuar em todas as áreas: desenho industrial, programação visual, design de interiores, web design e outros. O Design é um desdobramento do curso de arquitetura.

Atuária, curso noturno de 50 vagas da FEA. O objetivo é formar um profissional preparado para trabalhar no ativo das empresas do setor. Planos atuariais são todos os pagamentos feitos pelos indivíduos a uma instituição, para ter benefícios futuros, como seguros de vida, de saúde, de carro, previdência, fundos de pensão.

Economia Empresarial e Controladoria, curso diurno de 70 vagas, da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA), de Ribeirão Preto. Objetiva formar um economista ou contador, com sólidas noções de administração de empresas, o que falta aos cursos tradicionais. O controlador será um profissional especializado em ajudar os contadores a verificar as contas das empresas e a organizar auditorias.

Esses cursos preparam profissionais com carência em todo País, com grande procura pelo mercado de trabalho.

* Supervisora de ensino aposentada.        
(Publicado em janeiro/2006)